Conheci o amor da minha vida: agora me sinto completa

Conheci o amor da minha vida: agora me sinto completa

Você diz aos quatro ventos que encontrou a metade da sua laranja? Que somente seu parceiro ou parceira te completa? Que sem o amor dele não é possível ser feliz?

 Nós somos seres incompletos, e estamos sempre em busca de algo que preencha o nosso vazio existencial. Quando começamos um relacionamento temos a fantasia de que esse espaço foi preenchido e que o responsável por aquele sentimento de completude é o outro. Concordo que é muito bom ter alguém que nos ame e nos de afeto. Mas será que o outro tem que ser unicamente responsável por essa sensação de “felicidade”?

 Quando a gente se relaciona com alguém é preciso que tenhamos a clareza de que o outro vai ser um complemento e não o único responsável por essa sensação. Parece clichê mas não é! É necessário que tenhamos outras “coisas” que possibilitem nos sentir completo.  Mas o que seriam essas outras coisas?

 Estar com os amigos e familiares, trabalhar com algo que você ame, fazer algum exercício físico, ter um animal de estimação, fazer um trabalho social, viajar, estudar etc. É um pouquinho de cada uma dessas coisas que dão a sensação de felicidade e completude.

Então se você esta depositando todas as suas expectativas somente no relacionamento ou casamento, pare! Pois o risco de se decepcionar e se frustrar é muito grande, seu parceiro ou parceira precisa de alguém inteiro e não pela metade. Um casal é feito de duas pessoas INTEIRAS!

#reflexaovidadecasada #vidadecasada #reflexão #psicologagabrielamedeiros #terapiadecasal

Responder

Your email address will not be published. Required fields are marked *